08 janeiro 2015

Playlist: férias.

Olá! Faz um tempo que não escrevo realmente aqui, apenas posto as resenhas e playlists. Fiquei 4 longos meses longe do blog por causa dos meus estudos. Infelizmente, esse ainda não foi meu ano, não passei no vestibular, mas creio que esse ano estou 100 vezes mais preparada que ano passado. 

Enfim! Estou de férias e deixando todas as coisas negativas de lado, resolvi fazer uma playlist que ilustra muito bem minhas férias! 
 ✖✖✖

Vejam só:



Vocês vão me ver postando aqui quase sempre, vou tentar deixar alguns posts programados para que fique mais fácil para mim. Enfim, essa é a minha playlist de férias, cada música contida nela é de extrema importância! Ouvi em minhas viagens, hehe.

Um grande beijo! 

05 janeiro 2015

Resenha: Charlotte Street, Danny Wallace.



Livro: Charlotte Street
Autor: Danny Wallace.
Editora: Novo Conceito
Páginas: 396.

"Na última vez que o vi, tive essa ideia. E ela não sai da minha cabeça. Resisti em contar para vocês, pois receio que isso me faça parecer patética e fraca. Eu assisti àquele filme da Julia Roberts come, reza e ama (eu esqueci o nome) e estou um pouco apavorada de ficar como ela."


Atenção: essa resenha pode conter spoilers.

Li esse livro por que já estava querendo ele há muito tempo. Tinha visto em uma propaganda no Skoob, li a contra-capa um dia e me interessei loucamente.

Jason Priestley é um ex-professor, editor de um jornal local que mora com seu amigo Dev, dono de uma pequena loja de videogames (e é apaixonado por isso) em cima de sua loja e ao lado de um local que todos acham que é um bordel, mas não é. Também é ex namorado de Sarah, com quem teve um relacionamento bom, mas problemático. Em um belo dia, enquanto passava pela Charlotte Street, ele vê uma moça atrapalhada, com várias sacolas na mão e se oferece para ajudá-la. Assim que termina, o táxi da moça parte e ele percebe que ficou com a câmera descartável 35mm dela.

E assim a história começa. A partir daí, conhecemos melhor os personagens, seus amigos, a rotina e seus problemas particulares. O livro poderia merecer 5 estrelas, mas achei o romance muito monótono. Achei Jason um personagem quase sem atitude, muito influenciável por seus amigos, não combina muito comigo. Eu acho que o livro poderia ter sido mil vezes melhor. Fui meio que enganada pela capa, pelo marketing que fizeram, etc. Achei o livro CHATO AO CUBO! Hahaha. O personagem leva sua chatice pelo livro todo...  Mas a obra em si, é interessante. Todo o suspense de "como encontrar a moça em que apenas conheceu por fotos", mostrar a perspectiva de seus amigos, a força da amizade, etc.

Recomendo para quem gosta de romances lentos, com muita enrolação, pode ler esse livro. No finalzinho, o livro corre. Hahaha.


MELHOR PARTE.
"(...) E sei o que você está pensando. Você está pensando: Meu Deus! Você é o mesmo Jason Priestley, nascido no  Canadá em 1969, famoso pelo papel de Brandon Walsh, personagem central da popular série americana Barrados no Baile? (...)"



Espero que vocês tenham gostado!
Beijos!

11 outubro 2014

Li até a página 100: Charlotte Street, Danny Wallace.

Charlotte Street, Danny Wallace. 
PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:
[...] Nós voltamos ao Den, próximos à locadora de vans, melancólicos. (...)
DO QUE SE TRATA O LIVRO?
Tudo começa quando Jason Priestley vê uma garota. Eles compartilham um momento incrível e de uma breve possibilidade profunda, em algum lugar na Charlotte Street. Mas, ela se foi. E se quer deixou seu telefone, não disse seu nome nem nada. A única que Jason tinha era uma pequena câmera fotográfica descartável que ela deixou cair. E agora, Jason, um ex-professor, escritor e que havia terminado seu relacionamento, tem um dilema em suas mãos. O que fazer? Procurar a garota? E se ela for a garota certa? Mas ele só possui a câmera, como encontra-lá?
O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?
Já passei da página 100 e posso dizer que o livro anda meio "lento" com o desenvolvimento das pistas de Jason, muitas coisas acontecem e o deixam muito confuso, mas tenho certeza que o livro acabará de maneira ESPETACULAR! Estou super ansiosa para terminar o livro. É uma caixinha de surpresas.
O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?
Gosto muito do Jason, mesmo ele sendo totalmente inseguro haha. Toda vez que precisa fazer algo, tem que tomar um empurrão de alguém, se não fica estagnado. Mas, é um homem de um coração enorme, um escritor maravilhoso e ELE SUPER MERECE ENCONTRAR A GAROTA! Se eu fosse ela, lhe daria uma chance :)
MELHOR QUOTE ATÉ AGORA:
"Eu amo Londres. Eu amo tudo aqui. Amo os lugares, os museus, as galerias. Mas também amo a sujeira, a umidade, o mal cheiro. OK, bem, eu não quero dizer AMOR exatamente. Mas não me importo. Não mais."

VAI CONTINUAR LENDO?
Com certeza! Estou super ansiosa para ver como essa história termina!
ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA:
"- Você está me pedindo para ter um fim de semana perverso na Euro-Disney com você?"
Li até a página 100 e… #1 – A Canção do Súcubo   Georgina Kincaid 1, Richelle Mead

27 setembro 2014

Resenha: Se eu ficar, Gayle Forman.



Livro: Se eu ficar.
Autor: Gayle Forman.
Editora: Novo Conceito
Páginas: 193.

"A última coisa que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais - mas não sente nada. Tudo que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... E o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente - e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas."


Atenção: essa resenha pode conter spoilers.

Gente do céu, juro para vocês que já li livros emocionantes e livros que nos fazem chorar e continuar com aquele sentimento de perda. Mas esse livro em especial, me fez sentir assim até agora, e olha que já faz mais de um mês que o li. 
O livro é cativante, inesperado, mágico. 

Nos contado a história de uma garota de dezessete anos, a obra nos leva a momentos distintos. Mesclando tristeza com felicidade, amor com ódio, vida ou morte.
Mia, a personagem principal era uma garota simples como muitas outras que vemos todos os dias: não era popular, não era a melhor da classe e nem a mais bonita. Porém, nada disso importava para ela. Ela tinha sua família, que era a coisa mais importante do mundo para ela. E claro, tinha Adam.
Adam, um garoto incomum, mas o que os unia era o amor pela música. Adam, tocava guitarra. Mia, a grande violoncelista que logo iria para Julliard. E era aí que começava um dos medos de Mia: abandonar Adam, ir para longe dele. 
Mas, acima de todas as preocupações de Mia, ocorreu o inesperado. Em uma manhã de inverno, as escolas estavam fechadas e ninguém iria trabalhar. Seus pais decidiram fazer um passeio e visitariam pessoas que amam. Mas o destino foi traiçoeiro com essa família que tanto se amava. Um caminhão atingiu em cheio o carro de seus pais, que morreram na hora. E por mais incrível que pareça, ela conseguia ver tudo de fora (seu espírito). Ela conseguiu ver seus pais mortos, seu irmão Teddy de apenas 8 anos no chão e seu próprio corpo, intacto. Ela não conseguia entender.
Ela viu toda a luta dos médicos para com sua vida, viu seu próprio corpo cheio de curativos, seringas, marcas de cirurgia. Ela estava pronta para desmoronar. 
Foi aí que eles chegaram. Seus parentes, amigos e Adam.
Ela conseguiu ver tudo desse jeito, decidir seu destino.

Se vocês procuram por um livro que transmite todo o amor do mundo, leiam esse livro. Tenho certeza que vão se apaixonar.
Ah! E já tem o filme no cinema! 


MELHOR PARTE.
"- Tudo bem. Se você quiser partir diz ele. Todos nós queremos que você fique. Eu quero que você fique mais do que já desejei qualquer outra coisa na minha vida. De tão emocionado, vovô diz isso com a voz embargada. Ele faz uma pausa, pigarreia, respira fundo e continua: - Mas esta é a minha vontade e vejo que talvez possa não ser a sua. Então, eu só queria dizer que entendo se você decidir partir. Tudo bem se tiver de nos deixar. Tudo bem se você decidir parar de lutar."



Espero que vocês tenham gostado!
Beijos!

20 setembro 2014

Minhas compras de agosto.

Olá pessoal!
Como vocês estão? 
Fiquei um tempo sem postar aqui no blog porque fiquei sem tempo nenhum, afinal, fim de ano e vestibulares estão chegando. Mas hoje, bateu uma saudade muito grande de compartilhar minhas experiências com vocês. 
Muita coisa aconteceu nesse meio tempo em que fiquei fora, tenho muitas resenhas e comprinhas para mostrar aqui!

Como a câmera do meu celular não é das melhores, peguei fotos do google para colocar aqui e logo darei um jeito de tirar fotos para vocês! Tenho câmera, mas ela está sem bateria (pois é...)
Espero que gostem!

Marley & Eu, John Grogan.



Charlotte Street, Dany Wallace.


Diários do Vampiro, LJ Smith.



As Flores do Mal, Charles Baudelaire.


Postei uma foto no meu instagram falando sobre os três primeiros livros e a experiência incrível que tive ao comprá-los. 


Comprei esses livros em um sebo e gastei menos de R$30,00 neles! Fiquei super feliz por gastar tão pouco em livros que, pelas minhas contas, não sairiam por menos de R$70,00 se fossem novinhos. E além de comprá-los em um sebo, vieram super conservadinhos. Amei! 
Enfim pessoal, tenho mais comprinhas da Bienal de SP para postar para vocês, semana que vem postarei.

Beijos para vocês! Espero que tenham gostado. Logo mais, teremos resenhas desses livros também!

21 julho 2014

Quotes from books: começando a semana.

Olá pessoal! Bom dia. 
Separei alguns quotes de livros para começar bem a semana. Essa é minha última semana de férias chateada mas farei alguns posts e deixarei tudo programado.
Como vocês podem perceber, ocorreram algumas mudanças no blog (layout, url, etc).
 Aproveitem!

Jéssica Taylor | via Facebook

Facebook

O mundo de Sofia | via Tumblr




16 julho 2014

Resenha: Convergente.


Convergente
Livro: Convergente
Editora: Rocco
Páginas: 526
Autor: Veronica Roth
"A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. Livro mais vendido pela Amazon no segmento infantojuvenil em 2013, Convergente chega ao Brasil em meio à expectativa pela estreia de Divergente nos cinemas, em abril. A série segue no topo na lista de bestsellers do The New York Times."


Atenção: essa resenha pode conter spoilers.

Sinceramente, fiquei boquiaberta com o final do livro. Achei que 3 livros não foram suficientes para a história, que se existissem mais 3, a história seria bem melhor. Mas enfim, quando eu estava lendo a trilogia, tentei me manter o mais longe possível de spoilers... Espero que vocês que ainda não leram se mantenham também hahaha.

Após verem o vídeo que Edith Prior deixou, eles tem certeza que existe algo do outro lado da cerca e que os Divergentes deveriam sair em rumo dela. O caos começou e Evelyn não perdeu tempo em colocar seu poder junto com os sem facções para criar um novo governo. Mas Evelyn tentou evitar; tentou deixar que os Divergentes saíssem em busca do desconhecido.

Então, um grupo foi escolhido para sair fora da cerca: Christina, Uriah, Tori e claro, Tris e Tobias. A partir desse ponto, a história começa a se desenrolar para o que realmente é a trilogia. Os divergentes não fazem ideia do que vem pela frente, do mundo totalmente diferente que os espera. Tris começa a descobrir mais sobre sua mãe e seu passado tentando entender até que ponto aquilo poderia chegar. Já Tobias, entra em conflito consigo mesmo e muitas vezes, perde o controle.

O livro é narrado pelos dois personagens principais, Tris e Tobias. Em cada capítulo, é identificado quem fala e os dois são muito parecidos. Tem sentimentos quase iguais e suas emoções estão a flor da pele. No livro, o romance dos dois evolui e o lado "briguento" dos dois é colocado de lado, dando lugar ao carinho, ternura e paixão. Os dois, apesar da idade, estão bem amadurecidos.

O livro é bem diferente de Insurgente. Não concentra tantas batalhas como os anteriores, mas foca no contexto de como tudo começou. Melhor dizendo, foca no lado científico da história. 
Já falando sobre o final, acho que foi muita coragem da autora fazer o que fez. Afinal, em uma guerra, ninguém sai ileso. 

O livro é ótimo, gostei muito de concluir a trilogia, mesmo sendo um baque enorme.
Não falei toda a história porque esse livro contém MUITO spoiler. Espero que vocês consigam ler e entendam melhor a resenha.


MELHOR PARTE.
"Não devemos acreditar nas coisas só porque melhoram nossa vida. Devemos acreditar nelas porque são verdadeiras." (pg. 259)


Espero que vocês tenham gostado!
Beijos!