08 janeiro 2015

Playlist: férias.

Olá! Faz um tempo que não escrevo realmente aqui, apenas posto as resenhas e playlists. Fiquei 4 longos meses longe do blog por causa dos meus estudos. Infelizmente, esse ainda não foi meu ano, não passei no vestibular, mas creio que esse ano estou 100 vezes mais preparada que ano passado. 

Enfim! Estou de férias e deixando todas as coisas negativas de lado, resolvi fazer uma playlist que ilustra muito bem minhas férias! 
 ✖✖✖

Vejam só:



Vocês vão me ver postando aqui quase sempre, vou tentar deixar alguns posts programados para que fique mais fácil para mim. Enfim, essa é a minha playlist de férias, cada música contida nela é de extrema importância! Ouvi em minhas viagens, hehe.

Um grande beijo! 

05 janeiro 2015

Resenha: Charlotte Street, Danny Wallace.



Livro: Charlotte Street
Autor: Danny Wallace.
Editora: Novo Conceito
Páginas: 396.

"Na última vez que o vi, tive essa ideia. E ela não sai da minha cabeça. Resisti em contar para vocês, pois receio que isso me faça parecer patética e fraca. Eu assisti àquele filme da Julia Roberts come, reza e ama (eu esqueci o nome) e estou um pouco apavorada de ficar como ela."


Atenção: essa resenha pode conter spoilers.

Li esse livro por que já estava querendo ele há muito tempo. Tinha visto em uma propaganda no Skoob, li a contra-capa um dia e me interessei loucamente.

Jason Priestley é um ex-professor, editor de um jornal local que mora com seu amigo Dev, dono de uma pequena loja de videogames (e é apaixonado por isso) em cima de sua loja e ao lado de um local que todos acham que é um bordel, mas não é. Também é ex namorado de Sarah, com quem teve um relacionamento bom, mas problemático. Em um belo dia, enquanto passava pela Charlotte Street, ele vê uma moça atrapalhada, com várias sacolas na mão e se oferece para ajudá-la. Assim que termina, o táxi da moça parte e ele percebe que ficou com a câmera descartável 35mm dela.

E assim a história começa. A partir daí, conhecemos melhor os personagens, seus amigos, a rotina e seus problemas particulares. O livro poderia merecer 5 estrelas, mas achei o romance muito monótono. Achei Jason um personagem quase sem atitude, muito influenciável por seus amigos, não combina muito comigo. Eu acho que o livro poderia ter sido mil vezes melhor. Fui meio que enganada pela capa, pelo marketing que fizeram, etc. Achei o livro CHATO AO CUBO! Hahaha. O personagem leva sua chatice pelo livro todo...  Mas a obra em si, é interessante. Todo o suspense de "como encontrar a moça em que apenas conheceu por fotos", mostrar a perspectiva de seus amigos, a força da amizade, etc.

Recomendo para quem gosta de romances lentos, com muita enrolação, pode ler esse livro. No finalzinho, o livro corre. Hahaha.


MELHOR PARTE.
"(...) E sei o que você está pensando. Você está pensando: Meu Deus! Você é o mesmo Jason Priestley, nascido no  Canadá em 1969, famoso pelo papel de Brandon Walsh, personagem central da popular série americana Barrados no Baile? (...)"



Espero que vocês tenham gostado!
Beijos!