16 julho 2014

Resenha: Convergente.


Convergente
Livro: Convergente
Editora: Rocco
Páginas: 526
Autor: Veronica Roth
"A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. Livro mais vendido pela Amazon no segmento infantojuvenil em 2013, Convergente chega ao Brasil em meio à expectativa pela estreia de Divergente nos cinemas, em abril. A série segue no topo na lista de bestsellers do The New York Times."


Atenção: essa resenha pode conter spoilers.

Sinceramente, fiquei boquiaberta com o final do livro. Achei que 3 livros não foram suficientes para a história, que se existissem mais 3, a história seria bem melhor. Mas enfim, quando eu estava lendo a trilogia, tentei me manter o mais longe possível de spoilers... Espero que vocês que ainda não leram se mantenham também hahaha.

Após verem o vídeo que Edith Prior deixou, eles tem certeza que existe algo do outro lado da cerca e que os Divergentes deveriam sair em rumo dela. O caos começou e Evelyn não perdeu tempo em colocar seu poder junto com os sem facções para criar um novo governo. Mas Evelyn tentou evitar; tentou deixar que os Divergentes saíssem em busca do desconhecido.

Então, um grupo foi escolhido para sair fora da cerca: Christina, Uriah, Tori e claro, Tris e Tobias. A partir desse ponto, a história começa a se desenrolar para o que realmente é a trilogia. Os divergentes não fazem ideia do que vem pela frente, do mundo totalmente diferente que os espera. Tris começa a descobrir mais sobre sua mãe e seu passado tentando entender até que ponto aquilo poderia chegar. Já Tobias, entra em conflito consigo mesmo e muitas vezes, perde o controle.

O livro é narrado pelos dois personagens principais, Tris e Tobias. Em cada capítulo, é identificado quem fala e os dois são muito parecidos. Tem sentimentos quase iguais e suas emoções estão a flor da pele. No livro, o romance dos dois evolui e o lado "briguento" dos dois é colocado de lado, dando lugar ao carinho, ternura e paixão. Os dois, apesar da idade, estão bem amadurecidos.

O livro é bem diferente de Insurgente. Não concentra tantas batalhas como os anteriores, mas foca no contexto de como tudo começou. Melhor dizendo, foca no lado científico da história. 
Já falando sobre o final, acho que foi muita coragem da autora fazer o que fez. Afinal, em uma guerra, ninguém sai ileso. 

O livro é ótimo, gostei muito de concluir a trilogia, mesmo sendo um baque enorme.
Não falei toda a história porque esse livro contém MUITO spoiler. Espero que vocês consigam ler e entendam melhor a resenha.


MELHOR PARTE.
"Não devemos acreditar nas coisas só porque melhoram nossa vida. Devemos acreditar nelas porque são verdadeiras." (pg. 259)


Espero que vocês tenham gostado!
Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigada pela visita e pelo comentário.
Peço que para comentar, leiam o post e comentem sobre o assunto, afinal, esse blog foi feito para vocês.
Qualquer dúvida, entre na aba contato e mande um e-mail ou deixe um comentário.
NÃO será permitido comentários maldosos e grosseiros, já que estou aqui com a melhor intenção possível.

Fiquem a vontade para sugestões e críticas construtivas.
Abraço!